Quem é Ubirajara Passos


No arnarquista em seu trabalho, Foro de Gravata�, julho de 2006asci em Gravataí , Estado do Rio Grande do Sul, em 30 de agosto de 1965 e escrevo e me envolvo com a política desde meus quatorze anos (1979). Iniciei minha vida política como brizolista (sou filiado ao PDT desde 1999 e, pelo partido, concorri a vereador em Gravataí em 2004, me encontrando afastado da militância partidária, entretanto, desde a adesão do “trabalhismo”, ao governo fascista de Lula, em 2007). Desde o final de 2008 sou simpatizante do “Movimento Revolucionário Nacionalista” (MORENA), composto por brizolistas e comunistas revolucionários nacionalistas e bolivarianos. Entretanto, desde 1991 me defino como anarquista e, desde 1982, como ateu, o que não me impediu de militar em partido ou freqüentar (apenas como platéia) os centros de umbanda da minha cidade entre 2000 e 2001.

Sou sindicalista desde 1991, quando me elegi representante da comarca de Gravataí (na qual trabalho como Oficial Escrevente da Contadoria desde 1988) no, então recentemente criado, Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (Sindjus-RS), do qual fui suplente do Conselho Deliberativo (1993 a 1994), 4º Vice-Presidente (1994-1995), 3º Vice-Presidente (1995-1996) Coordenador do Núcleo Regional da Grande Porto Alegre e membro do Conselho Geral (2004-2007) e atualmente representante sindical da Comarca de Gravataí.

Desde 1996, quando iniciou a dissidência com a diretoria executiva petista e pelega, sou membro do Grupo 30 de Novembro, fundado por mim, Valdir Bergmann (falecido em 28 de maio de 2014) e Sílvio Parraga (atualmente afastado), os três, então, diretores combativos e inconformados da Executiva do Sindicato.Ao telefone Em agosto de 2008, após a derrota da chapa classista, de situação, Sindicato é Pra Lutar, nas eleições do ano anterior (maio de 2007), na qual concorri, com os companheiros Valdir Bergmann e Mílton Dornelles, a diretor da executiva sindical, o Grupo 30 de Novembro, sob a minha liderança, ampliou-se, passando a ser composto pelos companheiros citados, além da companheira Simone Nejar e do companheiro Régis Pavani, com apoio de outros sindicalizados e representantes do interior, passando a denominar-se Movimento Indignação e a manter blog com matérias diárias na internet, cujo link pode ser acessado deste blog.

Em 12 de maio de 2010 e 10 de maio de 2013, concorri ao cargo de Coordenador-Geral do Sindjus-RS, na chapa 2 – MOVIMENTO INDIGNAÇÃO – por um Sindjus Independente, Democrático e Combativo, obtendo, infelizmente, eu e os demais 25 candidatos da chapa, apenas 22%  e 16%, respectivamente, dos votos dos servidores da justiça gaúcha.

Escrevo poesia desde 1980, tendo publicado apenas alguns poemas no jornal do Sindjus (Lutar é Preciso) e nas coleções do “Instituto da Poesia Internacional”, de Porto Alegre (o único poema, dos publicados, constante deste blog é “Realidade e Sonho, que saiu no Lutar é Preciso de agosto de 1994). Desde 1999, venho rabiscando os ensaios políticos, psicológicos, antropológicos e filosóficos intitulados “Sermões na Igreja de Satanás” (até agora impublicados em livro) e desde 2005 a fábula Erótilia (ainda incompleta). Em abril de 2006, iniciei a escrever crônicas e contos, publicados neste blog.

Embora contabilista de formação (tendo cursado o Técnico em Contabilidade no ensino médio, na católica Escola Dom Feliciano), só exerci a profissão, como profissional liberal (dono de escritório) entre 1984 a 1988.

Encontro anti-reformas, São Paulo, 25/3/2007, com Tina e M�lton

Solteiro até a década dos quarenta,  tive alguns amores “eternos” (a grande maioria platônicos) e fui velho freqüentador da boemia porto-alegrense, onde, desde 1996, conheci e “gozei” da companhia e amizade das mais diversas putas de todas as raças e origens (são mais de 50, com certeza). Ainda assim me ressentia de não ter encontrado pela frente a mulher destinada a ser a minha outra metade.

Em fevereiro de 2008, entretanto, o “destino” me aprontou uma das mais imprevistas surpresas, e a minha gata preferida, com quem saia esporadicamente há anos, “me pediu em casamento”. Hoje, tenho uma filha de seis anos, Isadora Freitas Passos, nascida em 1.º de setembro de 2008, que se tornou uma paixão maior ainda que a própria mãe, Janaina Fernandes Freitas, e vivo junto às duas e a mais dois enteados, como ex-putanheiro domesticado, mas não afastado de todo da boemia, onde a eventual cerveja da madrugada ainda se faz presente volta e meia.

Este é o resumo superficial dos percalços, crenças e afinidades da vida deste quarentão.

O resto, os leitores saberão pela leitura dos textos do blog.

Ubirajara Passos

Anúncios

15 comentários em “Quem é Ubirajara Passos

  1. Régis disse:

    Boa, Bira!

    Curtir

  2. Maleficence disse:

    Olá, Bira, tudo bem? Estou visitando o seu site e está de parabéns. Adorei os seus Sermões do Diabo. Louvado seja Satan! []s Maleficence

    Curtir

  3. Ubiratan disse:

    Parabéns pelo blog.Sou Brizolista e gostei do teu talento e da tua clareza de posições.

    Ubiratan

    Canguçu-RS

    Curtir

  4. max ribas disse:

    Olá, Bira; parabéns por tua coragem; sou também gaúcho, mas estou em SP desde 1986; sou advogado por aqui. A imensa maioria de meus familiares está no Sul.

    Bom, amigo, a verdade é que o sistema é feito para beneficiar uma meia dúzia; eu iria mais longe ainda: existe uma “elite” (ontologicamente falando, apenas) que se eterniza no poder há centenas de anos; veja o caso do Brasil, por exemplo: desde as Capitanias Hereditárias, são os capitães (e seus filhos, netos e caralho a quatro), que ocupam os melhores e mais cobiçados cargos no governo. E isto nunca muda, não importa o quanto vc estude ou trabalhe, a verdade é que os caras sempre saem na frente; multiplicada por gerações, esta vantagem é imbatível e inalcançável.

    Concordo com vc que o cristianismo é um meio de dominação terrível; na verdade, a Igreja é o maior, mais antigo e mais poderoso de todos os Estados de todos os tempos na história da humanidade.

    Penso que a crença nos deuses gregos e romanos era muito mais humana, por assim dizer. Prezo a liberdade como você.

    Grande abraço.

    Max F. Ribas- advogado

    (sou de Lavras do Sul, tchê!).

    Curtir

  5. Rosamaria disse:

    Olá Ubiratan, gostei dos seus textos políticos e penso em fazer um video para colocar no youtube baseado num deles se assim vc concordar. è sobre o Brasil fascista de lula, com certeza vou apresentar como baseado em seus textos.
    O povo brasileiro precisa acordar para a realidade e precisamos usar todos os meios disponíveis para que isto aconteça
    Abraço

    Curtir

  6. IV Jornada Bolivariana
    II Assembléia Bolivariana Nacional
    10 a 14 de dezembro de 2008 / Casa Bolivariana – Rio de Janeiro

    IV Jornada Bolivariana
    10 de dezembro – quarta
    14h Documentário
    “Brizola Tempos de Luta” Direção Tabajara Ruas
    18 h Debate
    “A História como ponto de partida – A luta revolucionária na década de 60”
    Flavio Tavares – Jornalista
    Ivan Proença – Jornalista
    Marcelo Botosso – Historiador

    11 de dezembro – quinta
    14h Documentário
    “Revolución – A Verdade sobre Fidel Castro” Direção Victor Pahlen
    18 h Debate
    “Nacionalismo revolucionário e a luta pelo socialismo no século XXI”
    Nildo Ouriques – Economista
    Sargento Soares – Deputado Estadual
    João Cláudio – Graduando em História

    12 de dezembro – sexta-feira
    14h Documentário
    “Encontro com Milton Santos ou o mundo global visto do lado de cá” Direção Silvio Tendler
    18 h Debate
    “América Latina e Brasil – Pátria Grande e Socialista”
    Sergio Miranda – ex-Deputado Federal
    Carlos Eduardo Martins – Sociólogo
    Hilário Scherner – Historiador

    Curtir

  7. Como se cadastrar (o cadastro é obrigatório) para participar da:
    II Assembléia Bolivariana Nacional
    10 a 14 de dezembro de 2008 / Casa Bolivariana – Rio de Janeiro

    Movimento Revolucionário Nacionalista – Círculos Bolivarianos
    MORENA – CB

    Em novembro de 2004, lutadores e lutadoras do povo, de várias origens políticas e sociais, fundaram os Círculos Bolivarianos Leonel Brizola. A idéia surgiu de uma atividade de solidariedade para com a Revolução Bolivariana na Venezuela. Porém, pretendíamos ir muito além do que se esperaria de um grupo de solidariedade. Nosso compromisso foi organizar um movimento bolivariano de caráter antiimperialista, popular e classista.
    Uma organização social e política que na sua militância cotidiana nos movimentos sociais e nas organizações políticas estimulasse a criação de espaços concretos de formação de mulheres e homens, jovens e adultos, do campo e da cidade, dispostos a assumir a responsabilidade de conduzir a Pátria brasileira e a América Latina até nossa definitiva Independência e, desde a organização do povo, nossa libertação de todo tipo de opressão.
    Assim em dezembro de 2007 na I Assembléia Bolivariana Nacional, os círculos bolivarianos organizados nos Círculos Bolivarianos Leonel Brizola fundam o Movimento Revolucionário Nacionalista – Círculos Bolivarianos.

    http://morenacirculosbolivarianos.wordpress.com

    O MORENA – CB se vincula ao histórico de lutas e conquistas do povo trabalhador desde a Comuna de Paris até a Revolução Bolivariana e Socialista da Venezuela e a resistência de Cuba Socialista e das lutas de Oaxaca no México. Compreendemos como lutas históricas contra a opressão e por uma sociedade justa, a coragem e determinação negra do Quilombos dos Palmares, a luta indígena da Confederação dos Tamoios no Rio de Janeiro, a luta de libertação na América Latina no século XIX e as resistências armadas na América Latina no século XX, a luta dos trabalhadores e camponeses pela legislação trabalhista no Brasil e pelas Reformas de Base, a vitória da Revolução Russa em 1917 e das Revoluções Cubana, Chinesa, Vietnamita e Nicaragüense, os levantes populares contemporâneos e todas as demais lutas pela emancipação dos oprimidos e dos explorados.
    Nos dias 13 e 14 de dezembro de 2008, o MORENA – CB realizará a II Assembléia Bolivariana Nacional na Casa Bolivariana no Rio de Janeiro para debater a conjuntura política brasileira e latino-americana e deliberar sua linha política para 2009 e os rumos do movimento.
    Se você ou sua organização social deseja participar acesse o endereço:

    http://assembleiabolivariananacional2008.blogspot.com

    Nessa página você pode ver a programação, enviar a solidariedade de sua organização social ou política, tirar suas duvidas sobre o evento, enviar sua proposta para discussão e ter orientações de como se cadastrar para participar.

    Curtir

  8. gilmara disse:

    Bira tarado safado agora pai de familia quem diria to aqui no foro de viamão morrendo de saudades das nossas sextas no quiosque meu sempre te achei louco mas tu é pior ainda to mandando pelo e-mail da nita mas tu sabe quem tá escrevendo só eu e tu sabemos da raiva do gato morto no banheiro e da placa eu dou o ….que tivemos que aguentar por muito tempo a chateação. vamos no naval sexta, a linda a nita e mais outros amigos nossos vão, não sei teu numero novo de telefone mais tu sabe o qdo ler me liga a hora que for p falar comigo é urg. bjão gil.

    Curtir

  9. JOAO ABREU disse:

    cOM TODO RESPEITO AOS ASSUNTOS REFERIDOS, NA REALIDADE VEJO APENAS CONFUSÃO, POIS COMBATER IGREJAS, ELOGIAR CIECULOS, ETC, SÓ SERVE PARA EMBARALHAR O BARALHO DA JOGATINA POLITICA, QUE POR FIM NOS LEVA AO SUPLICIO E ATE MORTES DA NOSSA POPULAÇÃO, POR ALGUNS QUE MORTES DOS OUTROS NADA SIGNIFICAM PARA ELES, ELES NÃO TEM PESO NA CONSCIÊNCIA, ESTÃO CERTOS COMO MAQUIAVEL, HITLHER E OUTROS.
    ASSIM O BRASIL NÃO MELHORA, SO NOS COLOCA NAS MÃOS DE DOMINADORES QUE QUEREM QUE EU MORRA. VAMOS TRABALHAR A FAVOR DO BRASIL, TERRA DOS NOSSOS FILHOS E NETOS ?

    Curtir

  10. DENISE disse:

    QUANDO LI ALGUMAS COISAS SOBRE VOCÊ. SENTI NOJO, HUMANAMENTE FALANDO PORÉM EU TAMBÉM TINHA NOJO DE MIM!
    MAS JESUS CRISTO DE NAZARÉ QUE É MEU DEUS E SENHOR ME LIBERTOU E TE AMA!!!!!!!!!! PEÇA PARA ELE UMA ESPERIÊNCIA PESSOAL POIS TENHO CERTEZA QUE VOCÊ VERÁ QUE ELE É O TODO PODEROSO. SÓ ELE LAVOU ESTA TERRA QUE ESTAVA CONTAMINADA PELO DIABO COM O SEU PRÓPRIO SANGUE. E ESTE SACRIFÍCIO SÃO PARA TODOS QUE O CONFESSA. ESPERIMENTE DESTE JESUS MARAVILHOSO.

    Curtir

  11. Marc Shaw disse:

    Hey, I read a lot of blogs on a daily basis and for the most part, people lack substance but, I just wanted to make a quick comment to say GREAT blog!…..I”ll be checking in on a regularly now….Keep up the good work! 🙂

    – Marc Shaw

    Curtir

  12. Armando Pinto disse:

    Esse cara é metido a intelectual, conhecedor de tudo e de todos, porém, tudo o que ele escreve é ridículo e fora da realidade, pois dá para notar nas suas mesquinhas críticas o quanto o mané é invejoso e paga pau de quem realmente merece crédito.
    Fora dizer em determinados assuntos que ele com certeza queria ser e não é, ou seja, DDA (Distúrbio de Deficit de Atenção) que, rezumidamente falando é um cérebro de pessoas que é acelerado e anda nos seus 300 km/h enquanto o cérebro de uma pessoa ‘normal’ anda nos respeitados 100 km/h. Esse mané do tal ubirajara quis desmerecer, definhar, falar mal de pessoas que tem um potencial tremendo, somente para que o malandrão aí saia como o dono da verdade, o nerds sabidão, que quando está excitado se masturba olhando para um PC de ultima geração, ahahah!!
    É engraçado? Sim, mas é a extrema verdade!

    Paga pau dos infernos!!!!

    Viva a realidade e não um mundo cheio de 1 e 0 (binário).
    Vá para o Bahamas comer uma puta para quem sabe você saiba o que uma mina gostosa possa lhe oferecer….(pois contigo é só pagando mesmo!), aliás, vc leva jeito de quem não gosta mesmo…., pensando realmente bem, é melhor você se matar e reencar de novo, aí quem sabe vc na próxima encarnação não nasça uma pessoa normal, sem ser esse projeto de gente é és.

    Curtir

    • Normalmente não publico, nem respondo, comentários como este, que, pelo conteúdo inacreditável de peçonha, e pelos ataques pessoais anônimos (quem se esconde atrás do pseudônimo de “armandopinto” deve ser muito corajoso), não merece figurar neste blog, e muito menos ser trazido ao debate.
      Mas, como o doutor armando pinto (que, lamentavelmente, talvez se encontre na condição permanente do gerúndio, jamais chegando o pinto ao particípio) parece bastante impressionado com a minha pessoa, e com os textos aqui publicados, resolvi lhe dar uma satisfação mínima.
      Caríssimo companheiro: antes de mais nada não tenho necessidade nenhuma de fantasiar aqui, de criar um personagem irreal e idealizado, como fazem tantos, e sequer de me esconder atrás de pseudônimos ou alter-egos. Muito ao contrário, sou terrivelmente sincero e, inconvenientemente, impulsivo, mesmo ao digitar nesta máquina, o que parece ser um defeito inerente ao meu DDA, que, para tua decepção, foi devidamente diagnosticado, sim, por profissionais competentes de Porto Alegre, inclusive.
      Quanto ao conhecimento da realidade concreta, e às experiências sexuais, lamento informar que já trepei, e me diverti à beça, muito além da simples foda sádica e burocrática, com mais de oitentas mulheres, vida a fora, sim. A maior parte, evidentemente, puta profissional, o que foi o simples resultado da minha timidez (que me manteve virgem, por incrível que pareça, já passado dos vinte anos) e dos naturais percalços que ela me garantiu frente a muita “mina” cheia de exigências, e terceiras e quartas intenções, quanto a seus parceiros sexuais ou amorosos, que o simples tesão ou simpatia. E te garanto que os extingos Bagdá Café, Gauchinha, Nosso Cantinho, ou a Cláudia Bar Drink, o Le Boheme, a Sauna La Luna, e outros tantos cabarés, a maioria da capital do extremo sul do Brasil, dão de dez a zero no mencionado “Bahamas”, que infelizmente não conheço. Assim como sou muito grato às putas que se dignaram em serem “pagas” pela minha grana e se deixarem divertir pela minha sacanagem bem humorada, pois, com exceção daquelas rançosas que procuravam na profissão simplesmente o meio de subsistência, sem qualquer vocação para a festa remunerada, entre elas granjeei muitas amigas, várias daquelas capazes de se ferrar pelo sujeito, que me consideravam um seu igual, digno não apenas da atenção dada a um sujeito que paga.
      De resto, embora tenha passado as duas primeiras décadas da minha vida na convivência doméstica, escolar e profissional, e na intimidade da literatura e da mídia, a metade restante do que tenho vivido até agora, tanto em política, em sindicalismo, em viagens ou em sacanagens tem sido bastante aventuroso, variado e real. A informática e a internet, ao contrário de teu provável quotidiano (aqui espelhado sobre mim), são, aliás, desde que me casei e tive uma filha, as últimas coisas de que tenho conseguido me aproximar diariamente.
      E, finalizando, antes que me esqueça, não sou intelectual, porque não acredito que a eventual erudição ou qualificação resultante da oportunidade de formação cultural e do exercício continuado diferenciem a mente de um ser humano da de qualquer outro, todos temos o mesmo “software” mental, as mesmas possibilidades, e são as limitações emocionais e culturais que nos são impostas, que aceitamos passivamente, e reproduzimos todo dia no comportamento condicionado, que nos reduzem a simples repetidores da razão banal ou a prepotentes burocratas da ideologia e da técnica. E muito menos pretendo saber tudo. Sem querer me comparar a Sócrates, repito com ele: só sei que nada sei. Pois a minha própria condição de anarquista é resultado da constatação de que só podemos inferir alguma coisa da realidade objetiva dentro de nossa própria subjetividade (o que torna a verdade extremamente relativa e mutável de pessoa para pessoa e de momento para momento) e que, ainda bem(!), conseqüentemente, não existe verdade absoluta no universo que possa imposta a todos por nada nem por ninguém, o que proporciona a cada sujeito pensante a aventura permanente, e absolutamente livre, de fazer suas próprias aferições e tomar e executar, ou não, suas próprias decisões na vida que lhe pertence exclusivamente e a mais ninguém. O que não implica, necessariamente, na inexistência completa de uma realidade ou verdade universal, mas garante a cada um a possibilidade, única e inalienável, de fazer e viver o próprio roteiro, sem determinações externas absurdas, infelicitantes. inquestionáveis e que não possam ser descumpridas.
      As minhas críticas a pessoas, personagens, instituições e classes, a grande maioria filha do autoritarismo, da dominação de classe burguesa e da histeria impositiva e fiscalizadora dos dominados que aceitam sua situação e se tornam colaboradores do dominador e delatores e algozes de seus companheiros de desgraça, são, portanto, resultado daquilo que a minha mente pode e consegue ver, analisar, sentir e concluir, e são, antes de mais nada, minhas, não se pretendendo instrumentos de doutrinação ou de divulgação da verdade finalmente revelada! E muito menos de satisfação de uma vaidade “intelectual”.
      Mas, como qualquer ser que está no mundo, vive, respira e sofre os resultados das atitudes individuais e coletivas do resto da humanidade, pretendo sim, o que é plenamente legítimo, expor meu pensamento e influenciar, se possível, os demais a seguir meu exemplo, a questionar as coisas, a partir dos desafios e questionamentos que trago neste blog, e a fazer o próprio roteiro, divergindo, inclusive, gratamente da minha pregação, que não alcança tanta divulgação não e muito menos tem toda a capacidade de influência que o meu caro armando pinto parece supor, com toda preocupação por ele externada no seu comentário. Aos que me lêem, como é o caso do seu pinto, resta dois caminhos básicos: deixar-se balançar, e atingir de qualquer forma (sem mergulhar numa influência cega e repetitiva como a dos que incorporam como certo e irrefutável tudo quanto é asneira que é veiculada nos noticiários televisivos tendenciosos ou qualquer regra ímplicita de comportamento empurrada boca abaixo pelas novelas), pelo que escrevo, ou simplesmente desconsiderar, odiar, se afastar e combater o meu pensamento. Esta é uma liberdade que ninguém pode lhes contestar ou impedir de ser exercida, já que se encontra na instância exclusiva do íntimo de sua mente. Nada mais. O que não importa necessariamente em que tenham de se alarmar e combater as idéias aqui expostas como se fossem a própria substância do fim dos tempos ou do juízo final. Ao menos é claro, que estejam de tal forma comprometidos com a escravização mental e cultural da maioria da sociedade que não possam admitir a divulgação de nada que possa vir a influenciar sua destruição.

      Curtir

  13. braginforsc disse:

    Хорошая статья, как долго ожидать публикации нового материала и вообщем стоит ожидать ? (tradução: Bom artigo, como já esperada publicações material novo e grande tem de ser antecipado)

    Curtir

  14. Brenda Carol disse:

    por favor, me defina ao seu ver o que é um anarquista,já que você faz parte desse movimento…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s