Soneto do Quarto Dia


Quinta-feira,
A ceia,
Os trinta dinheiros.

As conspirações,
A tocaia,
Os
embustes.

Nada como um vinho
Em noite de lua,
Na vã tentativa
Da evasão mágica.

Dia pra sonhar com revoluções,
Em meio ao massacre do trabalho escravo,
Sob o olhar quente
Da Estrela D’Alva.

Gravataí, 28 de novembro de 2012

Ubirajara Passos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s