A “Paixão” de Jesus Peruca


E eis que, conduzido pelos guardas romanos de Gugu Pilatos, Jesus Peruca chegou esbaforido, sob a escolta de enrustidos amigos do governador, e dos parentes de Maria Madalete, ainda revoltados com o massacre da antiga dona do bordel (que, após sua morte, foi comprado, por dez moedinhas de ouro por José Ari da Mocréia, primo distante de Jesus Peruca).

No caminho teve suas vestes arrancadas e rasgadas a unhada pela gayzada romana e perucalina, aos gritos de: vamos dar uma lição no bofe! E se, bêbado e desnorteado, estava de saco cheio com aquela tropa de veados, se deu por contente que estes se pegassem “no pau” com a turma da Madalete, que queria comer seu cu e matá-lo a porretadas, sem dó nem piedade.

Chegado ao Palácio do amante, viu-se diante de um Gugu Pilatos terrivelmente “puto da vida”, que porém comoveu-se (e derreteu-se de tesão homossexual) ao ver o asno messias seminu. Pilatos tencionava tão somente vingar-se da suposta infidelidade e falcatrua do enviado divino e não, executá-lo. Sua intenção inicial era mandar arrancar-lhe o pinto, que tanto lhe abrasara o seio de seu ser, mas comoveu-se ao ver a enorme ferramenta do jegue entre os farrapos que vestia, e resolveu dar-lhe uma chance. Mandou sua guarda pessoal de homossexuais ativos açoitá-lo com golpes de piça dura, de modo a dar-lhe uma lição, e não estragar-lhe a estrovenga.

O marido, os filhos, irmãos e amigos burgueses de Madalete, entretanto, berravam como doidos e pediam sua morte, assim como a libertação do ladrão Dente Barrabugo, por eles contratado para surrupiar as moedas de cobre do profeta, e que naquela noite fora preso por engano com Jesus Peruca, ao esgueirar-se em seu esconderijo. Como pretexto, apontavam a “subversão” falcatrua messiânica de Jesus Peruca.

Gugu Pilatos, tentando livrar-lhe a cara passou a interrogá-lo cinicamente se era um subversivo, um opositor do Império Romano e se era verdade que fazia falsos milagres para apoderar-se dos parcos cobres da gentalha perucalina. A esta saraivada de questionamento, Jesus Peruca, como era de sua natureza asnífera, permaneceu calado, babando e comendo mosca.

O governador romano, então, pressionado pela burguesada perucalina, não teve outra solução. Masturbou Jesus Peruca, aos prantos, como último ato nostálgico de despedida (suspirando intensamente em memória das noites de orgia homossexual nos porões do palácio), e lavou as mãos meladas na frente da turba.

Jesus Peruca então foi conduzido à cruz em meio à tigrada de Perucalém, que revoltada, menos com seus sermões do que com a frustração que lhe causava as seguidas ocasiões em que o filho de Deus Peruca e seus apóstolos fechava a taverna Lucy Bar, impedindo-lhes o acesso às melhores putas da cidade, o espancava e lhe cuspia na cara. Junto a ele seguiam dois ladrões: Law Moisés Tataraneto, muambeiro emérito, e Dente Barrabugo, especializado no furto de peças de cobre. Os três foram cruficados juntos e Jesus Peruca, após receber uma dose de absinto em uma esponja na ponta de uma lança de um soldado romano (a mando de Gugu Pilatos), ficou muito doidão e começou a disparar um monte de besteiras, prometendo, inclusive, aos colegas de suplício um lugar de honra nos céus, mais exatamente duas cadeiras de ouro e uns imóveis chiquíssimos com vistas para sua futura casa, junto a Deus Peruca, mediante o módico pagamento de dez moedinhas de ouro!

A manhã terminou e quando a tarde andava pela metade o porre arrefeceu e Jesus Peruca, vendo que seu pai celeste não mandava a horda de anjos gays salvá-los, abriu o berreiro mais histérico e choroso, e se ouviu a “voz” então:

– Meu filho! Eu gostaria muito de salvá-lo, e junto a ti todos os pecadores da Terra Peruca, mas como sabes, apesar de Deus, sou Peruca e não sou de ferro. E recebi do Capeta, procurador do bloco carnavalesco “As Viúvas de Madalete” uma lauta contribuição para as obras de meu condomínio fechado no céu, assim como as almas nuas e tesudas de 40.000 virgens doidas pra trepar, sacrificadas em minha honra por esta ralé burguesa! E assim não tenho outra opção senão deixar-te atado a este paus, pra servir de exemplo aos doidos como tu e de penhor perante meus credores. Te foderás mas garantirás a minha divída!

Law Moisés Tataraneto sabia que também estava ferrado, mas, muambeiro e agiota de quilate, riu-se com as imprecações do Deus Peruca. E Dente Barrabugo, desiludido com a possibilidade de ter uns terreninhos pra vender no céu, simplesmente evadiu-se. Os pregos da cruz eram de cobre, e ele, como bom ladrão do produto, arrancou-os e foi vendê-los na província mais próxima.

Jesus Peruca, desolado com o abandono paterno, como era Peruca, e imbecil, portanto, não quis se convencer da merda em que estava e começou a pregar para a multidão sobre a sua próxima ressurreição e o pagamento de todos os seus pecados, que seria solvido pelo seu sofrimento na cruficação. Foi então que desabou um temporal e um raio, atingindo a cruz em que ele se encontrava, partiu-a ao meio e libertou-o, frustrando sua missão de redentor!

Consta que Jesus Peruca refugiou-se no Palácio romano, e,algum tempo depois foi visto na capital do Império, vestido de odalisca, em plena execução da dança do ventre na mansão do ex-governador Gugu Pilatos.

E assim foi, e encerra-se aqui a Bíblia e as Aventuras do Peruca, que tendo se exaurido na vida real e na plena ficção, só voltarão num futuro e imprevisto apocalipse.

Ubirajara Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s