PEQUENO DICIONÁRIO ETIMOLÓGICO SOCIAL – 3


Sofrer: pra variar, deriva do latim, sufferre, termo pelo qual os velhos romanos designavam quem estava “sob ferros”, acorrentado, submetido à força (fosse escravo ou prisioneiro).

Ou seja, a origem do nosso popular “sofrimento” – palavra pela qual melhor se traduz, em português, a infelicidade contínua e intensa e, no momento em que ocorre, irremediável, é justamente o vocábulo que designava a opressão, a submissão, a situação da criatura submetida ao poder de outrem, que como coisa, ou “ferramenta”, padece de todos os infortúnios capazes de lhe “ferir” (machucar) corpo e alma.

De onde se deduz o que era óbvio para os nosso antepassados súditos do grande império e se tornou oculto pra a maioria de nós, hoje em dia: o “sofrimento” é, no lindo mundo humano que habitamos, resultado, na absoluta maioria das vezes, não de nossas atitudes, decisões ou pensamentos, mas da ação violenta do “outro” sobre nós, das imposições do poder e da opressão que nos é exercida em nome dos interesses dos “senhores”.

“Sofrer”, portanto, é, antes de mais nada, estar submetido, escravizado, usado e abusado. E sua origem etimológica nos dá a pista, surpreendentemente, para a solução de 99% dos males da humanidade: a revogação do sistema de classes, o exercício da “liberdade” e a extinção do capitalismo! Se a nossa desgraça deriva, fundamentalmente, da situação de meros objetos a serviço das taras alheias (os “poderosos” – não os políticos, meros intermediários entre a “ralé” e os dominadores, mas os “senhores burgueses de alto coturno”), o estabelecimento do seu contrário, a felicidade, o conforto e a saúde só pode vir da liberdade, da rebeldia, da capacidade de pensar por si mesmo, agir segundo seus próprios sentimentos e inspirações e sacudir longe as algemas, a canga e o chicote do opressor fútil que nos esmaga para maior alcance do seu prazer sádico, como Nero compondo uma canção idiota, harpa à mão, enquanto incendiava Roma.

É bom lembrar, porém, que o “submetido” (o sofredor) é, antes de “sofrer” o poder do seu “senhor” (ou dono, palavra que traduz melhor a realidade), um “submisso”. Aquela criatura incapaz de viver a própria vida, que se acomoda aos ditames impostos e, medrosa e incapaz, se recolhe à mera “função” de criação, membro de um rebanho, cuja própria existência só se justifica, na concretude da nossa sociedade, pelo lucro e luxo do patrão!

Ubirajara Passos

Anúncios

22 comentários em “PEQUENO DICIONÁRIO ETIMOLÓGICO SOCIAL – 3

  1. gerson disse:

    Caro Bira; alguns dizem que o sofrimento fortalece a alma humana, “se bem que não sei da existência da alma em outros seres”. Forja o caráter, fazendo a pessoa crescer no seu interior, deixando-a mais sensível, o evidente manifesto humaniza, pois quando passamos pela experiência do espinho no pé, imaginamos o quanto deva ser doloroso o dito espinho no pé de outros. com isto surge o sentimento de solidariedade e da fraternidade. Porém sabemos que embora todos somos feito da mesma matéria, existe a questão da individualidade que nos torna muitas vezes tão diferente uns dos outros. Não podemos nos esquecer ainda daqueles que sobreviveram aconrrentados a muitos falsos valores da sociedade, a qual escravagisa a grande maioria, sumetendo a constantes humilhações, retirando qualquer vestígio de dignidade que possa existir. Porém quando os mesmo auferem a opotunidade de uma maior liberdade econômica aparente, tornasse tão igual o mais malfeitor que de seu antigo algoz. Observemos o quanto de sofrimento através dos tempos os seres humanos já passaram, mas mesmo assim não ocorreu maiores mudanças no seu comportamento, fazendo que uns se importassem mais com os outros, justificando assim o segundo mandamento cristão, que é de amar ao próximo como a sí mesmo. Hoje por motivos covardes, a grande maioria é indiferente com seu semelhante, alguns ainda tentam justificar que é por motivo de sobrevivência, pois na realidade querem é dar-se muito bem retiranto vantagens de todos e de tudo, não importando aquem possa doer. Por essa razão creio que este sentimento “sofrimento” além de degradante não ensina a ninguém viver ou se comportar melhor e sim ferra todos nós. Um abraço, gerson.

    Curtir

  2. jairo disse:

    gostaria de saber se você tem algo sobre a etimologia da palavra “homem”, nesse sentido historico-social ??
    obrigado pela atençao…

    Curtir

  3. Tatiana disse:

    Olá!!
    Preciso urgente do significado etimologico da palavra “ratimbum”. O ratimbum que cantamos no Parabéns pra você. Desde já agradeço a atenção e a gentileza de quem puder me ajudar

    Tatiana

    Curtir

    • Roni Tadeu disse:

      Cara amiga Tatiana. Infelizmente respondi sua duvida um pouco tardia mente. Mas gostaria de deixar claro que esta palavra não existia antes do ano de 1930 em lugar nenhum do planeta. Pode ser que ela já exista apenas em reprodução sonora de uma bandinha em coreto ou picadeiro de circo do sec. XVX com o som do tarol, prato e bumbo. Voce~e já ouviu falar “respeitável público, apresentamos o mais fantástico show…” “que rumbem os tambores..rararararararara dos tambores tim dos pratos e bum do bumbo. Há também uma outra teoria: https://upassos.wordpress.com/2007/09/22/pequeno-dicionario-etimologico-social-3/ esta é uma boa pesquisa, veja lá. Abraços

      Curtir

      • Fátima disse:

        A palavra ratimbum ou ra-tim-bum, não é de origem persa, pesquisei em um dicionário persa e ela não existe nesta língua. Alias o único significado próximo que encontrei foi RASTIM (bum), que significa Crescimento em Croata.

        Por isso o mais provável é que seja mesmo uma onomátopeia, como já foi exposto aqui.

        Curtir

  4. Lucas Victor disse:

    Bom, estou aqui para responder a pergunta de nossa amiga Tatiana. Rá-tim-bum significa:

    Por muito tempo cantamos inocentemente um “parabéns” pra alguém que está aniversariando. Mas até aqui tudo bem.
    O que muitos não sabem é que depois da música vem um tal de ratimbum (isso significa: eu amaldiçoo você) muitos não sabem, mas os demônios se divertem em muitas festas até cristãs.

    Devemos tomar cuidado porque é essa mesma a finalidade do maligno.

    Muitos não sabem porque acontecem tantas coisas misteriosas depois de uma simples festa de aniversário.

    Deixo aqui o meu alerta a todos os que leem essa mensagem porque a obra do maligno é essa: festejar a ruína do homem. Existiu até certo tempo um programa infantil numa determinada emissora de TV (castelo ratimbum) que significa “castelo da maldição”.

    Como podemos cantar felicitando uma pessoa e depois amaldiçoa-la? Irmãos tomemos muito cuidado. Passem isso adiante.

    Detalhe que depois de dizer ratimbum,se pronucia o nome do aniversariante várias vezes…

    Curtir

    • Irã Reiticlifi Laurato disse:

      Qual é a base para afirmação do significado dessa palavra, pois mesmo que seja um alerta sovre a obra do maligno, deve ser de comprovatoria segura para não condenar atitudes de cristãos e nem louvar a obra do inimigo, eu acho que o diabo já levou a fama de ter criado muita coisa, mas na verdade ele não cria nada, apenas destorçe a criação ou tenta deistorcer e usa as pessoas para divulgar sua imitação barata, não foi ele que criou a dança, nem a musica, nem a “fruto do pecado que Eva comeu e deu para Adão”, mas leva a fama por muita coisa.

      Curtir

      • Abner disse:

        significado do RATIMBUM veja no nosso site

        http://www.assembleiabelem.br22.com/word/forum1.html

        Curtir

      • Odair Xavier disse:

        Também pode ter sido originária do nome do Raja Timbum, ou do som de alguns instrumentos de percussão,mas tudo o que for escrito aqui é puro exercício da nossa imaginação.

        Curtir

      • Dani disse:

        é verdade o diabo só distorce as coisas Deus cria e ele tenta copiar e ditorcer para ter a gloria e o mérito por isso um exemplo disso é o sexo que Deus falou crescei e multiplicai-vos e ENCHEI a terra ou seja faça muito sexo mas ai vem um rebeldezinho e diz que o mundo está muito cheio de gente, redução da população mundial,controle da natalidade, o sexo é pecado é feio imoral.O SEXO É LIINDOOO!! quando existe o respeito das damas primeiro graças a Deus pelo sexo e pelas mulheres que naturalmente como Deus quer que elas sejam são gostosas demais,esses evangélicos são uns burros querem fazer sensacionalismo e ficam dando mais glória para o Diabo do que para Jesus o messias deles tá vindo ai para levá-los todos,preferem o material do que o espiritual, vão cair que nem uns patinhos na mesma teia que o resto do mundo

        Curtir

  5. Naduxxa disse:

    Também recebi este email…exactamente como esta aí… apesar de ser evangelica…nao sei se creio nisso!

    Prefiro crer no seguinte:

    Rá-ti-bum e a forma expressa com os lábios de melodia e ritmo de bateria . Quando você escuta o termo Rá-ti-bum logo vem a mente um programa infantil ou a famosa cantiga Parabéns pra vc, mas a origem desse termo é ainda mais antigo. Observe a marcha carnavalesca de Braguinha onde [PA]= primeiro toque da caixa [Rá] = rufar da caixa [ti]=contratempo/pratos [bum]= bumbo

    Toureiro de Madrid
    Tom: Em

    Em B7 Em B7 D7 G
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum bum…
    D7 G D7 B7 Em
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum bum…
    B7 Em B7
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum

    Em B7 Em B7
    Eu fui as touradas em Madri, pa ra ra ti bum bum bum, pa ra ra ti bum bum
    D7 G B7 Em
    E quase não volto mais aqui Pra ver Peri beijar Ceci,

    B7 Em B7
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum

    E B7
    Eu conheci uma espanhola natural da “Catalunha”
    F#m B7 Eº E
    Queria que eu tocasse castanhola e pegasse um touro a unha
    C#7
    Carambas, caracoles, sou do samba, não me amoles
    F#m A#º E C#m F#7 B7 Em
    Pro Brasil eu vou fugir, isso é conversa mole para boi dormir

    B7 Em B7 D7 G
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum bum…
    D7 G D7
    Pa ra ra ti bum bum bum, Pa ra ra ti bum bum
    ——————————————————-
    Algo assim…

    Agora de todos os modos… é sempre bom prevenir que remediar neh?

    Curtir

    • cynthia disse:

      apesar de já ter recebido, lido e encaminhado emails sobre o significado de RAtimBUM para meus amados, fiz umas pesquisas e acho mesmo que a versão dada por Naduxxa. e creio mesmo que Ratimbum seja puramente a imitação do som da bateria em comemoração, puxando o ritmo da música.

      Curtir

  6. beth disse:

    oie isto que vc respondeu sobre o ratimbum já vi em outros site, me responda qual é a fonte, ai assim acho que pode ter uma validade esta teoria, por favor aguardo um retorno

    Curtir

    • valdenir disse:

      olá, tudo bem gostaria de saber qual a origem desta palavra, favor enviar sites, livros e etc para que eu possa levantar um tese.

      Curtir

    • VALQUIRIA disse:

      PROCURE NO GOOGLE MINISTÉRIO FABRICIO(UM BLOG) MUITO BOM E LÁ TEM UMAS TESES E FONTES.

      Curtir

      • Estive por lá no tal blog do Fabricio e só encontrei o que aqui já foi exposto…No mais tudo é pura ideologia cristã-protestante, eivada de preconceito e ranso…. Ratibum nada tem a ver com evocação ao diabo e seus capetas… Um termo se consagra e se constroi a partir daquilo que ele enuncia, o termo Ratibum a partir do momento que foi cultivado e fortalecido em festividades de cunho familiar amorosa, deixou de ser (se é que em algum tempo foi) um termo do mal… Senão vejamos o termo demonio que em sua origem é grego e significava a voz interior, ou o deus que vive dentro de nós e nos aconselha e que nos dias atuais é puramente uma evocação danosa. Ignorancia e dogmatismo cego tem limites, não é?

        Curtir

  7. Geisa disse:

    boa noite eu gostaria de saber se você tem alguma imformaçao etimologia da palavra meia em português. Aguardo sua resposta

    Curtir

  8. Maísa disse:

    Olha, eu também recebi o tal email do RATIMBUM.. Fiquei surpreendida com tamanha capacidade de abstração.. enfim, texto sem referência alguma só me fez lembrou outras tantas lendas urbanas… Fui procurar saber mais. Achei um blog interessante, o rapaz apresenta duas explicações para o termo tendo como base o dicionário etimológico da língua portuguesa e a edição de agosto de 2004 da revista FAPESP que traz a história da USP.. não vou transcrever as teorias em razão do limite de caracteres, mas colo aqui o link http://www.artecomcristo.com.br/vidacrista/serafim/?tag=ratimbum para os interessados. Eu não tive acesso ao dicionário, mas chequei a revista e, de fato, ela aponta uma origem mais racional ao termo(p. 57 da revista, 28 do pdf que ele disponibiliza). Não custa dar uma olhada, ne? ;D

    Curtir

  9. Abner disse:

    Pessoal eu sou pesquisador da internet, minha vida é fazer pesquisa e descobrir segredos eu descobri o que significa RA-TIM-BUM, entre em meu forum, essa palavra é o que vcs não imagina, entre em meu forum, veja o link

    http://assembleiabelem.br22.com/superforun/index.php

    SITE DO FORUM http://www.assembleiabelem.br22.com

    Curtir

  10. […] PEQUENO DICIONÁRIO ETIMOLÓGICO SOCIAL – 3 setembro, 2007 12 comentários 3 […]

    Curtir

  11. Danielle disse:

    Bom procurar saber antes de definir. Lendas urbanas existem. Loira do banheiro, a boneca da xuxa, a vela dentro do fofão, em fim. Rátimbum nada mais é do que a vocalização dos instrumentos de banda de circos do século 16 e 17. É só pesquisar. Não acredite em tudo que você lê, e o principal: Não acredite em blogs evangélicos de igrejas e protestantes. A intenção deles e fz lavagem cerebral, por que todos acham que todas as religiões são erradas, apenas a deles é correta.

    Curtir

  12. Pires disse:

    O Significado Verdadeiro da Palavra Rá-Tim-Bum
    Eu pesquisei a origem da palavra Rá tim bum, que é um termo brasileiro e não de origem Persa… caso contrário ela existiria em outros idiomas também. Nâo há nenhum fundamento (livros, instituições, etc…) sobre o texto. Segue abaixo um texto fundamentado na FAPESP, o maior órgão de pesquisa do nosso País. Abra este link abaixo, que é demorado, pois são 6,5 MB de texto… é gigante e lá está a nossa história, muito bonita… localize o termo “Rá-tim-bum”

    Conforme a pesquisa, não há nada que comprove esta teoria do RÁ-TIM-BUM significar maldição, lembrando que os textos que fazem referência a esse fato carecem de informações básicas tais como: livro extraído, data de publicação, não sendo assim, de fonte confiável.

    E se essa é uma palavra de encantamento dos magos Persas porque só existe no Brasil?

    Segundo o Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa, a palavra RATIMBUM é uma onomatopéia, é a imitação de um som. Neste caso o som emitido por uma bandinha de circo ou uma fanfarra quando quer chamar a atenção sobre uma finalização de uma apresentação. A caixa faz TARARÁ!, os pratos fazem TIM!, e o bumbo faz BUM! – TARARÁ TIM BUM, para tornar a palavra mais curta e fácil de falar elipsaram o TARA… e ficou só o RÁ, RA-TIM-BUM, com três sílabas de bom efeito sonoro.

    Conforme pesquisa publicada na revista da FAPESP “é pique, é pique, é hora, é hora, é hora, rá-tim-bum”, um bordão, incorporado no Brasil ao Parabéns a você, é uma colagem de bordões dos pândegos estudantes das Arcadas da década de 1930.

    “É pique, é pique” era uma saudação ao estudante Ubirajara Martins, conhecido como “pic-pic” porque vivia com uma tesourinha aparando a barba e o bigode pontiagudo.”

    “É hora, é hora” era um grito de guerra de botequim. Nos bares, os estudantes eram obrigados a aguardar meia hora por uma nova rodada de cerveja – era o tempo necessário para a bebida refrigerar em barras de gelo. Quando dava o tempo, eles gritavam: “É meia hora, é hora, é hora, é hora” .

    “Rá-tim-bum”, por incrível que pareça, refere-se a um rajá indiano chamado Timbum, ou coisa parecida, que visitou a faculdade – e cativou os estudantes com a sonoridade de seu nome. O amontoado de bordões ecoava nas mesas do restaurante Ponto Chic, com um formato um pouco diferente do que se conhece hoje:”

    “Pic-pic, pic-pic; meia hora, é hora, é hora, é hora; rá,já, tim, bum”.

    Como isso foi parar no Parabéns a você?
    “Os estudantes costumavam ser convidados a animar e prestigiar festas de aniversário. E desfiavam seus hinos”, conta o atual diretor da faculdade, Eduardo Marchi, de 44 anos, que relembrou a curiosidade em seu discurso de posse, dois anos atrás.”
    Fonte(s):
    : http://www.revistapesquisa.fapesp.br/Sup… páginas 56 e 57

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s