GEORGE BUSH SE BORRA TODO, COM PAVOR DE COMEDIANTE


Me desculpem os leitores se este blog anda ultimamente um tanto coprológico. Mas o fato, noticiado na última sexta-feira pela Agência Reuters, é que o todo-poderoso e histérico ditador do império yankee (a maior democracia de marmelada do mundo) foi surpreendido, em meio à conferência de cúpula da APEC (Fórum Econômico Ásia-Pacífico) por um grupo de falsos membros da Al-Qaeda (inclusive um vistoso e furibundo Osama Bin-Laden), que chegou até alguns metros do hotel onde se hospedava, em Sidney.

Embora a polícia australiana tenha organizado um esquema de segurança que, conforme a agência de notícias AFP, praticamente transformou a metrópole do Novíssimo Mundo em uma cidade-fantasma, uma equipe de comediantes do programa de televisão “Australia’s Chaser” (o “Pânico na TV” dos australianos), conseguiu, com um comboio de automóveis, carregando falsas autoridades e escoltado por motocicletas (só faltavam ser bicicletas), furar o bloqueio de dois postos de controle, e chegar até as fuças do “dono do mundo” justamente quando a Al-Qaeda anunciava um novo vídeo de seu líder, que deve ser veiculado por ocasião do 6.º aniversário do 11 de setembro.

Os pobres humoristas foram presos (afinal, segundo a paranóia vigente, nunca se sabe até que ponto a coisa é brincadeira ou “pra valer”), e o que a imprensa internacional não divulgou é o óbvio: o grande campeão do capitalismo, o valente “cow boy” (pra não dizer caipira) responsável, como um cão raivoso, pelo extermínio de milhares de iraquianos miseráveis, e pela morte de infelizes soldados americanos e europeus, na guerra do Iraque, sujou uma três calças e empesteou o mais luxuoso hotel do Pacífico Sul com o produto “perfumado” da sua imperial covardia frente a uma trupe mambembe televisiva fantasiada de árabes!

O que só prova, de forma um tanto radical, uma velha tese minha: a maior arma (eu ia já errando, ao digitar, e quase escrevo “sarna”) contra a opressão autoritária, muito superior à revolução armada, é o deboche!

O dia em que todos dermos gargalhadas e “cagarmos e andarmos” para patrões, chefes, doutos mestres burgueses ou broncos policiais repressores (só para citar a “nata” da peste emocional institucionalizada), a revolução libertária estará estabelecida a partir do âmago dos nossos seres!

O que eu não previa, entretanto, é que a irreverência colocasse em cheque a própria estabilidade do sistema repressor e seus maiores representantes em si mesmos. Bush viu-se desmoralizado, ridicularizado, pelo sarro e, podem ter certeza, que os “palhaços” australianos foram presos menos pelo fato de “romperem os diqGeorge Bush com cara de bundãoues da ordem estabelecida”, por questões de segurança preventiva, do que por constituírem um perigo bem maior do que o Bin-Laden e todos os “terroristas internacionais”.

Se a maioria de nós, fudidos peões braçais ou intelectuais, mandar “à merda ” o domínio opressivo e , ao invés de nos encolhermos como ovelhas amedrontadas, a cumprir a lei e trabalhar cabisbaixos para o explorador, deixarmos de levar a sério os ditames moralistas da sociedade de classes (mesmo os mais disfarçados como a moda fashion e o “tem que levar vantagem”) e resolvermos viver conforme o clamor de liberdade, prazer e beleza com que a natureza nos sacode, por meio dos nossos corpos e do inconsciente de nossas mentes, adeus burguesia imperialista e seus lacaios!

Gaiatos de todos os países, uni-vos!

Ubirajara Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s