CORRENTEZAS DE MIM


Já que publiquei o poema encomendado, vai hoje à luz este outro, que por incipiente, e um certo verso com caracterísiticas de plágio (além de assemelhar-se àqueles velhos poemas épico-cívicos da escola primária de antigamente), não incluí no livro “Paixões, Asneiras e Tristezas”, mas poderá, ao menos, distrair os leitores, enquanto rumino a minha falta de inspiração até amanhã. No próximo post teremos algumas novas notícias (não tão novas, assim, mas que consolidam a natureza que vem tomando) sobre a novíssima e pelega diretoria do Sindjus-RS. Até lá, fiquem na companhia deste produto das divagações de um sábado à tarde na “República do Valdir”, em Petrópolis, Porto Alegre.

CORRENTEZAS DE MIM…

Navego, imerso nas ondas de mim mesmo,
Na correnteza profunda e envolvente
De imagens tão distantes,tão estranhas,
Mas familiares à minha tristeza:

Melancólico e misterioso,
A serpentear na penumbra onírica dos tempos,
Um Amazonas imenso me carrega
A mundos densos de fascínio.

Vejo no fundo do poço que é meu ser
As criaturas, num cinza de sonhos retratadas –
Correm as matas, acendem fogueiras
E espreitam no ar a novidade estranha:

Já não se sabe de outros mundos do cauim no transe,
A pajelança agora é diferente.
Estranho ser, híbrido caboclo,
Índio metido na farda cinza da ameaça

Fincando postes, contatando povos,
Trazendo a invasão branca, e
Contraditoriamente
Pregando o respeitar
Pela gente ingênua da obscura mata,

Lá vai Rondon, feito de coragens
E sonhos engajados, do equívoco
Tropical que cria comunhões
Na fria racionalidade do seu Comte.

Mas o Rondon que vejo, na canoa,
Embasbacado com a selva escura,
Com as profundas sombras, os clarões
Translúcidos, penetrantes –
Mensagens do além –
Num túnel verde que margeia o rio,

Este Rondon intimorato,
Sensível e equivocado
Não é Rondon, sou eu mesmo que me enredo
Na misteriosa e inexplicável mata
Da profundidade do meu ser.

Porto Alegre, 7 de abril de 2002.

Ubirajara Passos

Anúncios

Um comentário em “CORRENTEZAS DE MIM

  1. carla granja disse:

    olá. entrei no teu blog e o achei maravilhoso com belas poesias k nos fazem sonhar..eu tmb tenho um blog com poemas feitos por mim e com algumas fotos minhas tmb.
    se kiseres dá uma olhada.
    http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt
    bjo
    carla granja.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s