UMA PAIXÃO MOMENTÂNEA


Na primavera de 1996, entre a luta política desenfreada contra o peleguismo petista no Sindjus-RS e o vazio emocional da morte de minha mãe (ocorrida em 20 de julho daquele ano), eu andava achava tempo para apaixonar-me, como um guri, pela primeira gatinha linda que aparecesse à minha frente. Foi assim que, num xaroposo almoço solitário no extinto restaurante Nutriserve, que ficava ao lado do prédio do sindicato, na General Câmara, diante de uma deusa morena que nunca mais vi, compus o poema seguinte, em cuja companhia deixo os leitores por algum tempo, pois saio hoje de manhã em viagem para a região de Santana do Livramento, em mobilização sindical (a convite da Diretoria Executiva), em plenas férias. De hoje a sexta-feira é possível que não haja tempo ou condições para publicar novos textos (não é todo hotel que tem serviço de internet, por exemplo). Divirtam-se com os posts antigos ainda não lidos, se possível, que no carnaval, esteja em Gravataí ou em Santa Rosa (para onde pretendo me deslocar após a viagem pelo pampa), estarei de volta a este blog.

UMA PAIXÃO MOMENTÂNEA

Tua beleza é a intemporalidade,
Um raio indescritível do eterno,
A transcender tempo, espaço, vida.

Um único momento em que sorrires,
Sem que eu de ti saiba coisa alguma,
Bastará para eternizar
A paixão única que tu inspiras.

Não me importa donde vens, aonde irás,
Quanto é comum ou fascinante a tua vida.
Nada me importa.
Se nos realizaremos,
Ou nos perderemos na vala comum.

Talvez eu não te veja nunca mais.
Mas de ti, certamente, ficará
A eterna beleza do momento,
A iluminar-me a senda dos tempos.

Porto Alegre, 24 de setembro – Gravataí, 29 de setembro de 1996

Ubirajara Passos

Anúncios

2 comentários em “UMA PAIXÃO MOMENTÂNEA

  1. Em 16.02.07, às 10:06:21, gerson disse :
    Peço humildemente desculpas, pelo comentário anterior, pois não tinha visto que o mesmo andas viajando “coisa de pequeno burguês”. Espero que aproveite bem seu tempo, embora não conheça o alemão da Sta. Rosa, mando um forte aperto de mão. Muito cuidado com o uso das camisinhas doadas pelo Lula, pois estas também corrompem o âmago da existência rebelde. Até mais ver!

    Curtir

  2. centraldoemprestimo disse:

    Adorei o blog de vcs!!! Se puderem visitar meu site sobre regressão e terapia de vidas passadas ,ficarei muito grato!!! http://www.espacoauryn.com . abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s