DESAMOR E SUICÍDIO


No final do ano 2000 eu vivia uma espécie de “apocalipse pessoal” e, entre a agitação ideológico-filosófica e o turbilhão amoroso e financeiro, me via catapultado pelo autoritarismo familiar (logo eu, tão cioso da minha liberdade e já burro velho de 35 anos) da confortável situação de pequeno-burguês ao convívio e dificuldade do proletariado miserável. Em meio a esta transição abrupta, com características de tragédia novelística, escrevia os dois poemas que seguem, que são um espelho fiel daqueles dias.

CANTO DA ALMA PERDIDA

Foi-se a manhã dos dias de desejo,
Do espanto embevecido ante um mundo que se abria
Vindo do nada e arrebatava-me o olhar.

A madrugada azul da existência
Está tão longe de mim;
Não mais sorri-me
O filosófico tesão de corpo e alma.

Não vejo mais na brisa o alvoroço
Que me arrojava, entusiástico, à estrada.
O cintilar envolvente dos teus olhos
Hoje crepita para outros tantos,
Não mais hipnotiza o meu olhar.

Gravataí, 5 de dezembro de 2000.

Ubirajara Passos

*********************************************************

VANTAGENS DO MEU SUICÍDIO

Vou me matar. À beira da estrada
Verão meus ossos os medíocres prepotentes.
O mundo da chatice grávida em burrice
Respirará aliviado, calmo.
Foi-se o demônio que o subverteria.

Não haverá mais clamores histéricos,
Nem o bradar puritano e hipócrita,
Apavorados com os palavrões
E a hecatombe do quebrar das etiquetas.

A pequena burguesia,
A legítima e a dos peões comportadinhos,
Descansará, enfim, dos seus temores.

Não haverá mais quem rompa as regras
E lhes exponha à face o seu ridículo
De quem pratica, mas não admite
Que se fale à luz do sol as safadezas!

Gravataí, 17 de setembro de 2000

Ubirajara Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s