MENESTREL EQUÍVOCO


Entre dezembro de 2000 e janeiro de 2004 eu passava quase todos os fins de semana no apartamento onde meu amigo Valdir (hoje de volta a Santa Rosa) morava, num edifício da rua Amélia Telles, no tranqüilo (tão tranqüilo que nem parecia Porto Alegre) bairro de Petrópolis.

Depois que seu sobrinho Rogério foi morar lá, por volta de abril de 2002, o apartamento transformou-se numa verdadeira “república” de estudantes, freqüentado quase sempre por colegas dele ou pelo amigo em comum que eu e Valdir possuímos, o baiano Luiz Ferraz, morador do Bonfim. Mesmo depois que Rogério, tendo rodado no vestibular (que justificara sua ida para Porto Alegre) retornou ao interior, o seu amigo Alexandre (o “Ale”) – que estudava Radiologia, e hoje, após formado, é cozinheiro em Curitiba, continuou a freqüentar a “república”, e ele e o baiano davam o tom agitado e irreverente do ambiente.

Pois foi lá, nos raros momentos de absoluta quietude (pois o tédio, às vezes, invadia-nos, apesar da coleção de tipos estranhos que formávamos), que escrevi o poema que segue, que é de uma linhagem mais lírica e descomprometida, menos desafiador que vários já publicados neste blog.

Menestrel Equívoco

I

Madrugada imensa,
Antigo largo,
Paira na velha noite medieval
Uma envolvente névoa.

O vestido
De azul profundo, marchetado de estrelas,
Mal se entrevê em uma nesga do universo.

Canta, ancestral de todas madrugadas,
Um galo abrupto que rompe o sonolento
Devaneio embriagado do alaúde.

II

O trovador nocauteado pelo vinho,
Indiferente à geada que adere
Às mais longínquas quinas do horizonte,
Sonha o futuro de sua irreverência
De renda e plumas, consentida transgressão,
Na boemia mulata e grávida de gozo
Dos trópicos remotos, da cachaça
Frenética, sensual e de sentida melodia.

Porto Alegre, 20 de julho de 2003

Ubirajara Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s